Descrição
| Descrição | Consórcio | Tarefas | Apresentação |
 
OBJECTIVOS

A gestão das interfaces urbano-rurais é um dos pontos chave da política de prevenção dos incêndios florestais nas regiões mediterrânicas. Os técnicos florestais, os bombeiros e os gabinetes de estudo necessitam de métodos e ferramentas para avaliar o risco do incêndio florestal para as pessoas e estruturas, e a eficácia da prevenção através da redução do combustível florestal nessas interfaces. O objectivo tecnológico do Fire Star é fornecer métodos e ferramentas aos utilizadores finais, através de um sistema de apoio à decisão. As funcionalidades do sistema serão definidas em conjunto pelos investigadores e pelos utilizadores finais. Os investigadores do consórcio procurarão também atingir os seguintes objectivos científicos principais: melhorar os métodos de descrição e de modelação do combustível florestal mediterrânico, melhorar a capacidade de previsão do modelo de comportamento do fogo florestal, e aumentar o conhecimento dos efeitos do fogo sobre os alvos expostos.

DESCRIÇÃO DO TRABALHO

O consórcio Fire Star especificará as necessidades dos utilizadores finais e em conjunto com eles definirá os problemas a resolver (tipo de questões, características do combustível florestal e alvos nas interfaces). Com a ajuda dos experimentalistas, os modeladores aperfeiçoarão a física do modelo de comportamento do fogo. A capacidade de previsão do modelo existente será ampliada às escalas da interface urbano-rural, e será desenvolvida uma versão 3D do modelo. Estudarão também os efeitos do incêndio sobre os alvos, ligando o modelo de comportamento à transferência de calor para o alvo. Especialistas em fogos estruturais fornecerão informação sobre os efeitos nas pessoas e a reacção ao calor dos materiais de construção. Os modeladores produzirão simulações do comportamento e efeitos do fogo para os cenários definidos com os utilizadores finais. Os experimentalistas melhorarão o conhecimento sobre alguns mecanismos e propriedades básicas do fogo florestal. Com esse objectivo, algumas técnicas avançadas de medição óptica serão adaptadas às condições particulares do fogo florestal. Os modeladores incluirão estes novos conhecimentos no modelo de comportamento do fogo, que será validado com informação obtida em ensaios de laboratório e fogos de campo. Os experimentalistas determinarão também as características termo-físicas das partículas de combustível florestal e produzirão uma descrição e modelo da estrutura espacial do combustível (necessário para o modelo de comportamento do fogo). Será essencial fornecer a distribuição espacial das diferentes famílias de combustível para um dado ecossistema, obtidas de um conjunto de medições realizadas no campo. Engenheiros informáticos levarão a cabo o projecto e desenvolvimento do sistema de apoio à decisão. Farão também a gestão de uma rede de servidores e computadores que permitirão a permuta eficiente de dados, métodos e modelos entre os parceiros. Serão também produzidos instrumentos pedagógicos destinados à formação dos utilizadores do sistema de apoio à decisão.

ETAPAS E RESULTADOS ESPERADOS

 - Modelo físico avançado de comportamento do fogo florestal
 - Modelo original dos efeitos do fogo sobre as estruturas
 - Resultados das simulações numéricas destes modelos
 - Dados e modelos sobre os mecanismos e propriedades básicas dos incêndios    florestais
 - Dados dos ensaios de laboratório e dos fogos de campo
 - Métodos para a descrição e modelação do combustível florestal
 - Características dos combustíveis florestais mediterrânicos e da sua distribuição    espacial
 - Sistema de apoio à decisão para a gestão das interfaces urbano-rurais.